sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Garla defende a valorização do esporte paralímpico nas escolas



O projeto "Esporte Paralímpico" na Escola foi criado para proporcionar aos alunos com necessidades especiais matriculados na rede pública de ensino do DF, a prática de esportes em uma ou várias das modalidades reconhecidas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

O PL 856/12, que cria no âmbito da Rede Pública de Ensino do DF, o projeto Esporte Paralímpico na Escola, de autoria do parlamentar Evandro Garla foi aprovado nesta quinta-feira (18), no plenário da CLDF.

Para Garla, a finalidade desta proposição é lutar para que os atletas com necessidades especiais ou não, sejam valorizados. "O atleta paralímpico é acostumado a praticar vários esportes, como basquete em cadeira de rodas, atletismo, natação e outras modalidades. E o principal objetivo deste projeto é o restabelecimento da autoestima e, consequentemente a diminuição da depressão provocada pelo impacto da nova realidade que se apresenta para a pessoa portadora de necessidades especiais, nos casos da lesão adquirida, facilitando assim, a sua reintegração à sociedade", afirmou.


O parlamentar ressalta que o projeto "Esporte Paralímpico" visa incentivar a prática de atividades físicas por crianças e adolescentes com necessidades especiais nas escolas do DF, além de identificar e preparar futuros campeões.


Texto: Geysa Albuquerque
Fotos: Jessé Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas