quarta-feira, 20 de junho de 2018

Pré- candidata pretende valorizar os servidores do SLU

 

A servidora pública Iris  Maria  dos Santos, é pioneira do Gama, cidade aonde mora há 48 anos. É atuante como Presidente da Associação de Moradores do Assentamento do Setor Oeste. Iris Maria é servidora de Carreira  do Serviço de Limpeza Urbana-SLU desde 1990. Já atuou nos órgãos como Secretaria de Obras, Novacap, Administração do Gama, Secretaria do meio Ambiente SEDUMA atual SEGETH e  na Administração do Riacho Fundo II.

Mãe de quatro filhos, avó de dois netos, ela afirma que tem foco no trabalho e explica quais as suas principais bandeiras como pré- candidata. "Pretendo reestruturar a Carreira do SLU, para que todos os servidores sejam beneficiados e principalmente valorizados, sejam eles servidores ativos ou aposentados. Ate porque a categoria precisa de uma voz na Câmara Legislativa, que os represente para melhorar as condições de trabalho e principalmente reconhecimento salarial pelo desempenho das funções dentro do SLU em prol da população do Distrito Federal", ressaltou.

 Além disso, ela relata que lutará pelo plano de saúde. "O esperado benefício será uma grande conquista para os trabalhadores não só do SLU como também para todos os Órgãos do GDF que não tiveram esse privilégio, tanto na área administrativa como na Operacional, servidores estes que tanto fazem por Brasilia", afirmou.

 Como liderança comunitária do Gama, Iris pretende melhorar o transporte publico , como por exemplo, mais linhas e ampliação das frotas para atender a população.  Ela quer ainda implantar um Projeto de Asfalto de Qualidade, onde mais precisa, assegurando menos transtorno aos moradores, Projeto de Restaurar Calçadas e Bocas de Lobo, e priorizar as pessoas que se deslocam a pé .

Reportagem: Geysa Albuquerque
Foto: Ascom Dep. Julio Cesar

terça-feira, 19 de junho de 2018

Conta de luz no DF terá aumento extra de 8,81% a partir de sexta (22)




O percentual será pago a mais por cerca de um milhão de consumidores da Companhia Energética de Brasília (CEB)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou, nesta terça-feira (19/6), aumento médio de 8,81% na conta de energia dos brasilienses. O reajuste extra entra em vigor na sexta (22) e atinge cerca de um milhão de consumidores da Companhia Energética de Brasília (CEB).

Este é o segundo aumento na conta de luz em menos de um ano — em outubro de 2017, o reajuste foi de 8,46%. E este ano a concessionária do DF queria mais: 30%.

Como a legislação prevê apenas uma atualização de valores por ano, a CEB submeteu à Aneel o pedido de Revisão Tarifária Extraordinária. O pedido foi alvo de uma consulta pública. No entanto, a única manifestação sobre o assunto foi da própria CEB. A estatal argumentou que precisaria de um aumento muito maior, de 30%, para reequilibrar as contas.



O reajuste extraordinário foi aprovado em audiência pública da Aneel na tarde desta terça-feira (19). De acordo com o colegiado, o aumento será sentido de maneira diversa pelos consumidores de alta e baixa tensão — sendo a média 8,88% para os primeiros e de 8,78% para os demais.

Ao fazer o pedido de Revisão Tarifária Extraordinária (RTE, a empresa argumentou que precisava reequilibrar as contas. Segundo a estatal, os custos com compra de energia e encargos setoriais não foram totalmente cobertos com o último reajuste (8,46%), aplicado em outubro do ano passado.

O rombo estimado pela empresa é de R$ 200 milhões, mas pode ser mais do que o dobro, de acordo com informações de mercado. Os problemas financeiros estão ligados ao chamado risco hidrológico, que ganhou dimensões bilionárias no mercado de energia elétrica no Brasil.

Os custos foram causados pelas usinas de Belo Monte, Jirau e Santo Antônio, além de motivados por importação de energia, acionamento de termoelétricas, uso de energia de reserva e atraso em obras de linhas de transmissão.

Desde 2015, o mercado de energia elétrica é afetado por essa situação, e a inadimplência acumulada deve chegar a números próximos dos R$ 3 bilhões, de acordo com o Conselho de Administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

Além do aumento extra autorizado nesta terça, os consumidores devem se preparar para novo reajuste em outubro, este anual e normalmente autorizado pela Aneel. O percentual ainda não foi definido.

Fonte: Metrópoles

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Mulheres disputarão cargos em todas as vias no DF nas eleições de 2018

A capital brasileira promete ser o palco de sucesso das mulheres nas eleições de outubro 

Eliana luta para ser a primeira governadora eleita de Brasília

Projeto social resgata os jogos de queimada



O projeto Amazon Queimada é um grupo formado por moças e rapazes de várias idades, ampliando o acesso a atividade física. Diante  da criminalidade e o sedentarismo, o projeto surgiu com o intuito de reduzir esses índices negativos em Taguatinga Norte (DF).



Uma das Coordenadoras do  Amazon, Lorraine Araújo, afirma que a modalidade tem transformado as vidas de quem pratica. "Nos traz aceitação, disciplina, nos dá dose extra de vivacidade e outros benefícios. Outro lazer é resgatar uma brincadeira antiga e tradicional que é a queimada," contou.

Lorraine explicou que o time começou apenas com meninas. "Hoje já temos mais de 70 pessoas que formam várias equipes masculinas e femininas. A nossa meta é expandir para atrair os jovens e diminuir a criminalidade na nossa cidade", ressaltou.



O projeto Amazon Queimada tem o apoio do amigo do esporte Julio Cesar. E é sucesso nas redes sociais, aonde tem atraído vários seguidores. Afinal é o ressurgimento de uma brincadeira de criança  famosa nas horas de lazer  da meninada. 

Reportagem:  Geysa  Albuquerque
Fotos: Geysa Albuquerque

PCDF apreende pendrives, chocolates e anotações na cela de Luiz Estevão e Geddel


Segundo a PCDF, as investigações começaram em fevereiro, após denúncia de ameaças realizadas por internos contra delegados de juízes de direito.



A Polícia Civil do Distrito Federal realizou buscas em uma cela do Complexo Penitenciário da Papuda, onde estão presos o ex-senador Luiz Estevão e o ex-ministro da Articulação Política do governo de Michel Temer, Geddel Vieira Lima (MDB-BA). A ação ocorreu neste domingo (17).

Durante a inspeção, foram encontrados cinco pendrives, barras de chocolate importado e um bloco de anotações, que pertece a Geddel. Estevão, inclusive, teria tentado jogar os dispositivos eletrônicos em um vaso sanitário para impedir a apreensão.

O material será analisado para descobrir o que o ex-senador tentava esconder. A polícia também quer saber quem facilitou a entrada do material no presídio. Segundo a PCDF, as investigações começaram em fevereiro, após denúncia de ameaças realizadas por internos contra delegados de juízes de direito.

“Foi instaurado inquérito policial para investigar os fatos e, no decorrer das investigações, as ameaças não foram confirmadas, porém surgiu a informação da concessão de regalias em benefício aos citados ex-agentes políticos, presos e recolhidos no Centro de Detenção Provisória”, conta delegado Fernando César Costa.

De acordo com o apurado, a reforma do bloco onde os investigados ocupam já é alvo de outro inquérito policial instaurado na Coordenação Especial de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado, aos Crimes contra a Administração Pública e aos Crimes contra a Ordem Tributária (Cecor), para investigar se a obra irregular teria sido financiada por Luís Estevão, para receber benefícios.



Geddel está preso no presídio brasiliense desde setembro do ano passado, por conta de investigação que trata da origem de R$ 51 milhões encontrados no apartamento de um amigo do político, em Salvador.

Segundo a Polícia Federal, parte do dinheiro seria resultante de um esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal no período entre 2011 e 2013, quando Geddel era vice-presidente de Pessoa Jurídica da instituição.

Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Rollemberg provoca bancada do DF no Twitter e Bessa dispara: “Canalha




Uma declaração do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) postada no perfil oficial do político no Twitter motivou reação na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (13/6). O chefe do Executivo local provocou os deputados federais ao mencionar uma emenda de autoria de Laerte Bessa (PR-DF) que regulamenta o uso de verbas do Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF) e determina percentuais por área para utilização dos recursos federais. O destaque, contudo, foi retirado a pedido da bancada do PR.

“Será que os deputados da bancada de Brasília terão coragem de retirar mais de R$ 1 bilhão da educação e da saúde? Vamos ver como vão votar! Atenção, Brasília!”, disse o governador em sua conta no Twitter.

Em seguida, ele emendou: “Estão fazendo isso a pretexto de garantir recursos para a paridade da Polícia Civil com a Polícia Federal, prejudicando centenas de milhares de alunos que usam a rede pública e milhões que usam o SUS”.

O autor da emenda, deputado Laerte Bessa (PR-DF), afirmou que o governador “mentiu muito” na declaração feita no microblog e, segundo disse, o rival “propaga fake news“.


“Esse governador é um canalha. Os recursos da segurança são carimbados, não deveriam ser desviados, mas ele mesmo usa a verba de forma irregular, destinando dinheiro do fundo para pagar até mesmo aposentados”, atacou.

Segundo Bessa, a redistribuição da cota de segurança dentro do FCDF garantirá mais clareza para a utilização do recurso. O congressista chamou o adversário político de mentiroso pelo Twitter.

“Rollemberg mente também quando fala sobre a paridade entre as polícias Civil e Federal. Ele pode ficar totalmente tranquilo quanto a isso, mesmo porque quem reconhecerá essa dívida histórica do governo com os policiais civis será o nosso próximo governador, Jofran Frejat. Rollemberg sempre foi assim, mentiroso. Mas o tempo dele está acabando”, revidou o parlamentar.



A coluna procurou a Secretaria de Comunicação do Governo do Distrito Federal, responsável pela manutenção das redes sociais do governo, mas o órgão informou que o PSB, partido de Rollemberg, seria o responsável pelo perfil no governador no Twitter.

Procurado, o presidente regional da legenda, Tiago Coelho, reforçou que o posicionamento do chefe do Executivo “é o mesmo do PSB-DF”.


O que diz a lei
De acordo com a lei, o Fundo Constitucional foi criado para garantir “recursos necessários à organização e manutenção da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, bem como assistência financeira para execução de serviços públicos de saúde e educação”.




Detalhamento
Após a grande repercussão da discussão, o deputado federal Laerte Bessa disparou nota oficial.



Confira o texto na íntegra: 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O governador Rodrigo Rollemberg mente quando diz que a minha emenda à MP 821 que cria o Ministério da Segurança Pública vai retirar recursos da educação e saúde do DF. O que estou propondo é o estrito cumprimento da legislação. O Fundo Constitucional do DF foi criado para organização e manutenção da polícia civil, da polícia militar e do corpo de bombeiros militar do Distrito Federal, e dar assistência financeira para execução de serviços públicos de saúde e educação.

A minha emenda apenas determina que 65% do fundo seja destinado a segurança pública. Não estou tirando recursos de nenhuma outra área.

Segundo uma auditoria do Tribunal de Contas da União, em 2015 e 2016 cerca de 30% do Fundo foi desviado e utilizado para pagamento de aposentados e pensionistas, o que é inconstitucional.

Rollemberg ainda tem coragem de dizer que estou fazendo isso para prejudicar alunos da rede pública e milhões que usam o SUS. Mas parece que ele esquece que em 2015 pediu antecipação da primeira parcela do Fundo para pagar dívidas. Não havia preocupação com investimento e melhorias na qualidade dos serviços prestados.

E o Ministério Público do DF recentemente pediu explicações à Secretaria de Saúde sobre a execução do orçamento a pasta, porque o governador não usou R$ 323 milhões provenientes do SUS. Se ele está tão preocupado com a saúde do DF, porque não investiu esse dinheiro?

Rollemberg, pare de mentir para a população do DF!

Deputado Federal Laerte Bessa (PR-DF)

Fonte: Portal Metrópoles

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Projeto de Julio Cesar cria sistema de monitoramento em abrigos do DF




O projeto de lei de autoria do deputado Julio Cesar (PRB-DF), que obriga a instalação de sistemas de monitoramento em instituições destinadas ao atendimento de pessoas idosas teve o veto derrubado nessa terça-feira (12), no Plenário da Câmara Legislativa do DF. 

O objetivo, segundo o parlamentar, é assegurar maior proteção para pessoas idosas abrigadas em instituições de longa permanência, clínicas geriátricas e outros estabelecimentos. “São notórias as agressões a pessoas idosas ou portadoras de deficiência mentais em casas de repouso e em clínicas médicas, promovidas por pessoas que teriam a obrigação de cuidá-los”, aponta o republicano.

“Está situação requer medidas e não pode perdurar, sendo imprescindível que se adote providências legislativas que ofereçam o mínimo de segurança para aqueles que, não podendo se defender, necessitam do amparo do Estado para a garantia de sua integridade física e emocional”, afirmou Julio Cesar, que também é presidente da Frente Parlamentar do Idoso na CLDF.

Fonte: Ascom Dep. Julio Cesar

terça-feira, 12 de junho de 2018

Iphan abre 411 vagas de concurso com salário de até R$ 5 mil






O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira (12/6) o edital para concurso público com previsão de 411 vagas, distribuídas em todo o país. São 104 para candidatos de nível superior, 176 para técnico e 131 para auxiliar institucional.

A remuneração inicial varia entre R$ 3.419,97, para cargos de nível médio e R$ 5.035,29 para graduados. A seleção será composta de provas objetivas, redação e avaliação de títulos.

Os interessados podem fazer a inscrição entre os dias 18 de junho e 9 de julho, com taxa de R$ 84 (técnico) e R$ 117 (analista). O certame é organizado pelo Cebraspe e as avaliações deverão ser aplicadas no dia 26 de agosto. Para ler o edital completo acesse aqui. http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=12/06/2018&jornal=530&pagina=9&totalArquivos=266


Fonte: Metrópoles

sexta-feira, 8 de junho de 2018

É hora de mudar, afirma pré- candidato Maykon Cortez




Nascido em Brasília, filho de mãe costureira e pai vigilante, casado e pai de duas filhas, conhece bem as dificuldades e carência de nossa população em todas as áreas principalmente na social. Morador de Taguatinga Norte,  o empresário do ramo de transporte, Maykon Cortez,   afirma que quer ter o compromisso de estar presente como porta-voz para cobrar e fiscalizar em nome da população um futuro melhor para seus filhos na educação, saúde integração social, cultural e esportiva.

Cortez  diz que a educação é preciso ser tratada como prioridade. "É preciso de imediato tratar educação como prioridade, ou seja, cobrar do governo medidas de infraestrutura para ter ótimas escolas para receber seus alunos dando um ensino de qualidade,buscando  aproximar as famílias nas atividades escolares para melhor acompanhamento de seus filhos e valorizar nosso bem mais precioso que são os professores em todos sentidos", afirma.

Para Maycon, a saúde do DF necessita de melhorias. "Investir em nossas estruturas hospitalares, melhorando as condições de trabalho para os profissionais do setor. Cobrando  energicamente mudanças em nossas estruturas hospitalares para melhor atender a população, melhorando as condições de trabalho para toda categoria", enfatizou.

A segurança na visão do pré- candidato Maycon  precisa ser eficaz. "Esta logística se faz com investimento na polícia e nas condições de infraestrutura, para com aqueles que arriscam suas vidas. Portanto, investir incessantemente nas instituições sócio educativas para resgatar e introduzir os menores infratores a sociedade com planos de educação, esporte e profissionalismo construindo carácter e inclusão", ressaltou.

Nos instantes finais da entrevista, o empresário declara que este é o momento que temos para colocar o nosso país em ORDEM E PROGRESSO, ou seja, é preciso retirar do poder aqueles que estão sugando nosso Brasil. "Sou brasileiro amo meu país é minha bandeira, não admito mais ver minha Pátria gritando por socorro", completa.

E ainda finaliza dizendo: Meu nome é Maykon Cortez e eu acredito que #éHORAdeMUDAR

Reportagem: Geysa Albuquerque

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Deputado Julio Cesar apoia o Congresso internacional cidades lixo zero


Nessa terça-feira (05) o deputado Julio Cesar (PRB-DF), estive no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, para prestigiar o Congresso internacional cidades lixo zero iniciativa que promove o melhor uso dos resíduos e o desenvolvimento sustentável, que acontece até o dia 07 de junho.
As atividades incluem palestras, workshops, painéis e exposição e têm como público-alvo especialistas, gestores públicos, legisladores, sociedade civil, universidades, organizações não governamentais (ONGs), empresários, empreendedores, indústria e comércio.
“Por ser tratar de um assunto de interesse de todos destinei emenda para a realização e apoio totalmente a iniciativa, pois trata-se de um grande desafio para a sociedade moderna, onde o nível de consumo tende a crescer, e é importante saber como lidar de forma correta e eficaz com a gestão desses resíduos”, afirma o deputado.
Fonte: Assessoria de Imprensa do Deputado Julio Cesar

Lançamento da plataforma de Inovação partidária do PRB



O presidente do PRB-DF, Wanderley Tavares, lançará nesta quarta-feira (06), a plataforma de Inovação partidária do PRB juntamente com o pré- candidato a presidência da República, Flávio Rocha.
A plataforma conterá as diretrizes pragmáticas para o Plano de Governo, pois a sua missão é atender o cidadão, transformar a cidade em um ambiente sustentável, criativo, interativo e interdependente.
"A proposta é transformar Brasília em uma cidade que utilize diversos recursos de tecnologia e inovação para propiciar maior eficiência e eficácia na gestão pública e, desse modo, elevar o bem estar da população", afirma Wanderley.

Evento: Lançamento da plataforma de Inovação partidária do PRB
Data: 06/06/2018
Horário: 20h30
Local: QL 22 Conjunto 01 casa 2 - Lago Sul (Sede do PRB Nacional)

segunda-feira, 4 de junho de 2018

ABBP repudia ações do GDF contra a imprensa



A Associação de Blogueiros de Política do DF e Entorno (ABBP) repudia a censura imposta pelo Governo do Distrito Federal, ao Grupo Metrópoles. O governo retirou o painel de publicidade que estava num prédio particular na área central de Brasília e pertencia ao grupo.

A ABBP entende que, demonstrado pelo Grupo Metrópoles, as devidas autorizações de instalação do Painel que divulgava informações de interesse público, por órgãos competentes do próprio GDF, que o Poder Público poderia se utilizar de outras medidas, para cobrar da referida empresa, eventuais transgressões, alegadas pelo governo, provenientes ao descumprimento da Legislação, com a garantia de tempos regimentais, além do respaldo jurídico à ampla defesa e o contraditório.

A ABBP também repudia a utilização da Justiça, pelo governador contra o blog Política Distrital para retirar, por meio de decisão judicial, matéria que relatou morte de um bebê, consequência de negligência e descumprimento de decisão judicial por parte do Poder Público.

A Associação entende que tais atitudes por parte do GDF, não condizem com a manutenção do Estado Democrático de Direito ao colocar em xeque a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa, pilares fundamentais, conquistados a duras penas pela população brasileira.

Fonte: ABBP

Últimas