terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Criança indígena é assassinada em aldeia com um socador de pilão


A menina, de nove anos, chegou a ser socorrida, mas morreu a caminho do hospital



Uma criança indígena de nove anos foi assassinada no último domingo (09) dentro da Aldeia Khikhatxi, município de Querência (970 km de Cuiabá). O suspeito, ainda não identificado, utilizou um socador de pilão para cometer o crime.

O caso foi registrado no mesmo dia do crime por uma enfermeira que trabalha no polo de aldeias Wawi. Ela foi chamada pelo irmão da vítima, por volta das 16h30 do domingo, que pediu socorro afirmando que a irmã estava passando mal.

A menina foi identificada como Ngaimberi Tapaiuna Suya. Ao ir com o irmão até a residência da família, a enfermeira encontrou a menina no colo da mãe, sangrando pelo lado esquerdo da boca.

Conforme o boletim de ocorrência, ela perguntou ao irmão da criança se ela teria caído, mas o garoto negou, relatando que outro indígena poderia ter batido nela com um socador de pilão, que foi encontrado sujo de sangue e com alguns cabelos.

A enfermeira pegou a menina, colocou em um carro e acionou a ambulância municipal de Querência, informando que estava indo ao encontro do veículo de socorro. Porém, Ngaimberi morreu antes mesmo de chegar ao hospital municipal.

Na unidade médica, uma enfermeira relatou à polícia ter encontrado vestígios de espancamento na criança. Segundo a Polícia Judiciária Civil, que está investigando o caso, foram encontradas outras lesões no corpo da índia.

A Funai está auxiliando a Polícia Judiciária Civil na investigação do caso, que está sob responsabilidade do delegado Michel Mendes Paes. A Funai está intermediando a entrada da Polícia Civil na aldeia.

No momento, a PJC aguarda o laudo do exame necroscópico, que indicará as causas oficiais da morte.

Fonte: Portal O Livre.Com.Br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas