segunda-feira, 22 de abril de 2019

Corpo de Yasmin Gabrielle, ex-assistente mirim de Raul Gil, é velado


O velório ocorre em Santa Isabel, São Paulo. O enterro está previsto para 16h. A jovem tinha depressão e há suspeitas que teria se suicidado

Familiares e amigos de Yasmin Gabrielle, ex-assistente mirim de Raul Gil, velam o corpo da jovem desde às 4h desta segunda-feira (22/04/19), em Santa Isabel (SP). Yasmin deve ser enterrada por volta das 16h no Cemitério de Brotas. A cantora de 17 anos foi encontrada morta no domingo (21/4) e há suspeita de que tenha cometido suicídio.

O filho do apresentador Raul Gil, Raul Gil Jr., comunicou a morte da jovem no Instagram. “Infelizmente nesta manhã perdemos nossa Yasmin Gabrielle. Depressão é uma doença que está acabando com nossas crianças. Que Jesus à receba com amor e que ela encontre paz. Muito triste”, escreveu.

Yasmin, assim como Maísa Silva, começou muito cedo na atração de Raul Gil. No palco, ela cantava músicas que faziam sucesso na época e divertia o público com suas tiradas. Depois de crescer, a jovem continuou se apresentando no programa.


Em 2017, ela participou da atração pela última vez. Nesse dia, Raul Gil exibiu um vídeo com os melhores momentos da artista. Inclusive, o apresentador mostrou a mãe dela, que morreu vítima de um câncer em 2012. Não há informações sobre velório e enterro.

Busque ajuda
O Metrópoles tem a política de publicar informações sobre casos de suicídio ou tentativas que ocorrem em locais públicos ou causam mobilização social. Isso porque é um tema debatido com muito cuidado pelas pessoas em geral.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o assunto não venha a público com frequência, para que o ato não seja estimulado. O silêncio, porém, camufla outro problema: a falta de conhecimento sobre o que, de fato, leva essas pessoas a se matarem.

Depressão, esquizofrenia e o uso de drogas ilícitas são os principais males identificados pelos médicos em um potencial suicida. Problemas que poderiam ser tratados e evitados em 90% dos casos, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria.

Está passando por um período difícil? O Centro de Valorização da Vida (CVV) pode te ajudar. A organização atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas