quinta-feira, 27 de junho de 2019

Reforma da rodoviária: Com risco de desabamento, mudanças no trânsito durarão por 30 dias



Relatório da Novacap aponta que terminal do Plano Piloto sofre risco de desabamento, com fissuras, corrosão, infiltração e desgastes capazes de provocar colapso estrutural. Obra custará R$ 6 milhões e interditará parte do tráfego no piso superior



A circulação de veículos em um dos lados da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto ficará proibida a partir da tarde desta quinta-feira (27/6). Nesta quarta-feira (26/6), o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou que a estrutura do terminal corre risco iminente de desabamento devido a quase 60 anos de desgaste e à manutenção precária. Estacionamentos e uma das duas vias ficarão totalmente bloqueados. A outra, aberta apenas para veículos de passeio, terá duas faixas liberadas no sentido sul-norte, e a terceira, no sentido norte-sul.



A decisão de interditar parte da Rodoviária partiu do resultado de um laudo divulgado pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), concluído na segunda-feira. No documento, técnicos lembram que o terminal de ônibus recebe, diariamente, fluxo de 700 mil pessoas e que a edificação é uma das mais complexas da capital do ponto de vista arquitetônico por causa da grande quantidade de viadutos. “Isso dificulta qualquer tipo de ação preventiva ou corretiva sem causar enormes transtornos à sua operação”, concluiu o relatório.

Ainda segundo o relatório, “verificou-se que as fissuras estruturais são as de maior relevância e podem trazer maior risco à segurança estrutural da rodoviária, inclusive risco de colapso estrutural e desabamento, exigindo ações imediatas”. O Executivo publicará, até a próxima semana, uma licitação emergencial para a escolha da empresa responsável pelas obras. A expectativa é de que a intervenção custe R$ 6 milhões aos cofres públicos. O governo articula com a Secretaria de Fazenda de onde sairá o montante. Um decreto de destinação de recursos para a Novacap para a intervenção deve ser publicado no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (27/6).

Fonte: CB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas